domingo, 24 de março de 2019

Esperança

A esperança é uma das mais importantes (e interessantes!) características humanas.
Ela nos mantém em ação. Por mais difícil que seja a situação, quando temos esperança nós persistimos.
Se a esperança desaparece, nossa energia e atitudes vão embora junto com ela.
A vida boa pede que gente procure sempre motivos que alimentem nossa esperança. Sinais, por mais discretos que sejam, que indiquem que existe uma saída, que existe uma opção.
Sempre há uma opção! O que acontece é que essa opção muitas vezes não nos agrada, mas ela pode nos levar à mudança necessária (de início, muitas vezes aquilo que é necessário é rejeitado, mas depois é compreendido e até agradecido, né? 😉)

Pensa nisso! Alimente a sua esperança e persista! 😊

----------
Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

(Fonte da imagem e autoria da frase: Fabricio Carpinejar)

Relaxa!

Então, né? Costuma acontecer desse jeito mesmo. 🙃😁

Passa por cima, mas não mata e nem aleija... Ensina!
O nome disso é vida!
Por isso, é importante ter pessoas em quem se apoiar, um significado para perseguir sempre (mesmo nas piores condições) e otimismo, porque se os problemas existem, também existem os momentos de prazer... que se alternam e, assim, dão sabor à vida! 😉


 






----------
Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

Quando a mente muda...

A vida é extremamente dinâmica.
Nada é eterno (exceto as convicções éticas e o amor genuíno), por isso, ao contrário do que pensamos sobre a felicidade, apegar-se a determinados fatos, coisas ou companhias pode ser, na verdade, uma enorme fonte de desprazer e um grande atraso de vida.

Considere a mudança. No começo ela incomoda e dá até um pouco de medo (ou muito, rss), mas é uma atitude essencial para a vida boa. 😉


Pensa nisso: para vivermos bem precisamos nos integrar à natureza, e a mudança é uma das suas leis mais importantes. Nada dura pra sempre. Nada mais natural do que a transformação. 😊

----------
Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

Tripé da Vida Boa

Tripé da Vida Boa:
:: Propósito
:: Positividade e
:: Relacionamentos equilibrados
Vc quer bem-estar? Então, cuide para que sua vida seja repleta de sentido, alegria e companhia boa. 😉





 












----------
Luiz Eduardo Contii - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

Gratidão

A gratidão é um dos elementos mais importante da vida boa!
Expresse gratidão pelas coisas boas da vida (sim, todo mundo, por mais difícil que esteja a vida, tem algo bom para ser grato).
Lembre-se das 3 amplitudes da vida (amor, trabalho e prazer). Certamente, em ao menos uma dessas áreas, algo está indo muito bem.
Expresse sua gratidão falando consigo mesmo (diante de um espelho, por ex.), escrevendo num diário, conversando com pessoas especiais, meditando na hora de dormir ou durante suas orações.
Faça isso todos os dias e você vai perceber boas mudanças no seu humor. 😉

----------
Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

Dar e receber amor

Todos nós, em algum momento, precisamos de afeto.
Trata-se de uma necessidade humana universal. Necessitamos de atenção, de alguém que pare por alguns instantes para nos ouvir e para nos abraçar.
Por isso, é importante aprender a ouvir. Deixar que outro desabafe sem interompê-lo. Não julgar, não criticar, deixar o choro fluir (o choro possui enorme poder terapêutico). Ouvir apenas com a intenção de compreender e equilibrar. Você pode não dizer sequer uma palavra, apenas ouvir... Sua presença, seu calor humano já é suficiente para amparar.
Podemos chamar essa atitude de acolhimento, e é a maneira mais genuína e sincera de expressar amor. 😍

Pensa nisso: o que as pessoas mais precisam nesse mundo é dar e receber amor! 😊

----------
Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

sábado, 16 de março de 2019

Livre arbítrio

Um bom debate de ideias é sempre revigorante.
Um dos temas de que mais gosto é "livre arbítrio". Defendo a tese de que todos têm livre arbítrio, ou seja, têm opção de escolha seja qual for a situação vivida... Não fazer nada e se submeter a uma situação desagradável também é uma escolha.
O que nem todos têm, portanto, são condições físicas e psicológicas pra enfrentar as consequências das suas escolhas. Porque na vida, atrelada ao livre arbítrio, existe a lei de causa e efeito (ação e reação).
O apóstolo Paulo resumiu isso tudo numa frase belíssima e muito clara: "Tudo nos é lícito, mas nem tudo nos convém".

Pensa nisso: exercita a sua liberdade de maneira que você possa suportar suas consequências e, de quebra, aprender uma lição que lhe será útil mais pra frente. 😉
A isso podemos dar o nome de crescimento pessoal. 😊

----------
Psicólogo Luiz Eduardo Conti
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

sexta-feira, 15 de março de 2019

Pensar bem. Sentir-se bem!

Uma vez acordado, o ser humano passa quase 100% do seu tempo avaliando os fatos, decidindo se são bons ou maus.
Imagina o que acontece na sua cabeça (com as suas ideias) se ele interpretar quase tudo de forma negativa (eu sou muito azarado, nao vou conseguir, nao vai dar certo, ele(a) não gosta de mim...). Vai construir um "inferno" particular!

Agora, imagine que ele é mais otimista e compreende a dinâmica da vida, ou seja, que também existem muitas coisas boas e interessantes. Continue nessa linha de raciocínio... Imagine que quando ele vir uma situação negativa, ao invés de lamentar, ele comece a procurar alternativas, possíveis saídas para problema (pedir ajuda, por ex.).


Agora me responda: qual dos dois vive melhor? Pensa nisso! 😊

----------
Psicólogo Luiz Eduardo Conti
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

quinta-feira, 14 de março de 2019

Renédios para a alma

Ótimas "prescrições"! 😉
Esses são alguns dos mais eficazes "medicamentos" psicológicos que existem. Voce deve usá-los sempre que o momento vivido permitir ou pedir. A eficácia é comprovada pela ciência (Psicologia Positiva).

Pensa nisso: a Vida Boa depende diretamente das suas atitudes diante dos fatos. Não tente, portanto, controlar os fatos. Controle as suas reações diante deles! 😊


 




----------
Psicólogo Luiz Eduardo Conti
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti

Sentido da vida

Qual é o sentido da vida?
Para muita gente esta pergunta tem uma importância especial. Para elas, não basta viver um dia após o outro, realizando suas rotinas e cumprindo suas obrigações. Sentem (aquele sentimento profundo) que, além de produtivo, é preciso ser útil... é preciso fazer diferente para fazer a diferença. Precisam, portanto, de uma vida com propósito.
O primeiro passo para encontrar o sentido, é conhecer-se. Quais são as suas qualidades? O que você faz bem e gosta de fazer? Todo mundo tem alguma habilidade. Podem ser habilidades físicas ou psicológicas (destreza manual ou capacidade de ouvir pacientemente , por exemplo). Na dúvida, pergunte para as pessoas do seu círculo social. Elas certamente já observaram suas qualidades.
O segundo passo é encontrar um jeito oferecer essas suas habilidades para as pessoas que cruzam o seu caminho. Fazer o bem, pelo simples prazer de ajudar.

Pensa nisso. O sentido da vida está no bem que podemos oferecer desinteressadamente. 😊

----------

Luiz Eduardo Conti - Psicólogo
www.psicologiaviva.com.br/psicologos/conti